aposentadoria, aposentadoria por invalidez, auxílio acidente, auxilio doença, Benefícios, Perícia INSS

Perícia Médica do INSS – Montenegro Morales

Todo aquele que está coberto pelo auxílio doença, ou recebe aposentadoria por invalidez já passou por esse momento importante para a concessão do benefício, que é a perícia do INSS, entretanto, para aqueles que vão dar entrada agora, é necessário entender alguns pontos sobre a perícia, vamos esclarecer neste conteúdo o que é a perícia Médica do INSS e seus detalhes.

O que é a perícia Médica do INSS:

Consiste em um procedimento realizado por um profissional da saúde habilitado do INSS, e o seu objetivo é avaliar a existência da doença, ou a ocorrência do acidente que tornou o contribuinte incapacitado de forma parcial ou total para exercer sua profissão, sendo essa condição temporária ou definitiva, e a partir desse procedimento é possível realizar a concessão, prorrogação ou interrupção do pagamento do benefício.

É importante ressaltar que é de caráter obrigatório, ou seja, não receberá o benefício aquele que não realizar esse procedimento.

Faça uma consulta sobre a sua aposentadoria clique aqui.

Quando acontece a perícia médica do INSS:

Quando há a necessidade de conceder o benefício, prorrogação ou interrupção do pagamento dos benefícios, então será necessário realizar a perícia para atestar, entretanto, há muitos fatos que antecedem o momento da perícia.

1 – No caso de acidente, lesão ou doença, o trabalhador primeiro deverá buscar atendimento médico, e então ele será afastado das suas atividades laborais por intermédio do atestado médico, a seguir a empresa será notificada da situação do empregado e procederá com o agendamento da perícia no INSS para comprovar a incapacidade do empregado, nesse momento o trabalhador estará apto a receber o auxílio-doença ou auxílio-acidente.

2 – Há ainda um prazo de duração do pagamento de benefício, que está ligada ao tipo de incapacidade, ao final do prazo será feito o agendamento para uma nova perícia em até seis meses, a partir dessa nova perícia o médico atesta se o trabalhador já está apto ao retorno ou se deve continuar afastado.

3 – Aos que cabem a concessão da aposentadoria por invalidez, então passa pelo momento onde requer primeiro o auxílio-doença, a partir do momento em que a perícia médica do INSS atesta a incapacidade e notifica a impossibilidade de reabilitação, será liberado o benefício de aposentadoria por invalidez.

4 – A outra maneira é pela convocação do INSS quando há o pente fino, que recentemente foi aprovado um programa específico, tratado no seguinte conteúdo: Pente Fino INSS – MP nº 871 aprovada.

Profissionais que realizam a perícia:

São três os profissionais que estão envolvidos no atendimento, são eles:

Médico Assistente: este profissional atende as necessidade e realiza tratamentos de saúde, além do atendimento, ele fará o diagnóstico, determinará as intervenções necessárias e concede o atestado de afastamento, se necessário.

Médico do Trabalho: Este profissional atende em nome da empresa empregadora, ao ser diagnosticado com alguma doença ou lesão, o trabalhador fará a consulta, e então será atestado a condição daquele profissional, e então elabora a ASO (atestado de saúde ocupacional).

Médico Perito: este é profissional que analisa a condição de saúde do trabalhador e então emite o parecer sobre a existência da incapacidade para exercer atividade laboral, ou seja, cabe ao médico perito avaliar e documentar a situação do trabalhador para poder receber o benefício, pode ocorrer também que este médico discorde do parecer dos outros dois médicos, portanto, mesmo que o trabalhador tenha recebido o afastamento por parte de outro profissional o médico perito poderá negar e pedir a volta à atividade laboral.

Quais são os passos para realizar a perícia:

1 – o primeiro passo é agendar, é possível agendar pelo telefone 135, indo ao posto do INSS, ou direto no site do INSS, que é o mais indicado, pois nesse caso será fornecido um comprovante da data e horário da perícia.

2 – Separar e levar todos os documentos médicos atualizados.

·         Documento de identificação com foto.

·         O ASO emitido pelo médico do trabalho que comprova a condição de saúde.

·         Carta elaborada pela empresa declarando o último de trabalho.

· Atestado médicos em que esteja descrito o quadro clínico, diagnóstico e tratamentos, com assinatura, carimbo e toda indicação do profissional.

·       Exames de sangue, de imagem ou que comprovem a necessidade do afastamento.

·       Receitas que demonstram o medicamento utilizado.

Toda a documentação deve ser atualizada.

Como se portar durante a perícia.

Uma vez que entendemos que o médico perito é quem atesta a incapacidade, é necessário que durante o procedimento o trabalhador haja de forma naturalmente, e que se atente a responder de maneira objetiva ao que for perguntado, além de apresentar a documentação conforme solicitado ao decorrer do processo.

Não exagerar em sintomas ou se esforçar para demonstrar a lesão ou dor, muito menos apresentar documentos ou sintomas daquilo que não é fato que comprova a incapacidade, ou seja, suponhamos que a sua causa de afastamento seja uma lesão na coluna, e então o trabalhador decide falar de problemas de dor de cabeça que se origina em uma enxaqueca.

Tratar de forma cordial e educada o perito, entendendo que se houver desacato ao funcionário público é possível ter problemas judiciais.

E por fim, exigir comprovante de comparecimento, para se necessário atestar que esteve presenta na data e horário marcado.

O que deve ser feito quando discordar do resultado do perito?

Quando o resultado da perícia é contrária ao que o trabalhador esperava, ou seja, o médico perito negou o benefício, é necessário contar um advogado para procurar pelos seus direitos, o profissional então vai recorrer administrativamente dentro do próprio INSS, e se necessário acionar a Justiça para buscar uma decisão judicial favorável ao trabalhador, é importante nesse período ter uma boa assessoria, já destacamos sobre a necessidade de procurar por um profissional no conteúdo por que procurar por um advogado especialista em direito previdenciário para cuidar da sua aposentadoria:

Conheça a Montenegro Morales e descubra a melhor opção de aposentadoria.

Entre em contato através do SiteFacebook ou Instagram.

Conteúdo desenvolvido por Montenegro Morales.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s