COMO EVITAR A SUSPENSÃO DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ

O governo convocou para perícia de avaliação médica, beneficiários que recebem aposentadoria por invalidez, seja concedida Judicialmente, ou administrativamente.

Essa convocação acontece ou por correspondência ou via Edital de convocação. Após receber a convocação o segurado tem até 5 dias úteis para agendar pericia de avaliação pela Central no telefone 135. Quem não agendar a perícia até o final do prazo terá o benefício bloqueado já no próximo pagamento, precisando regularizar a situação.

Precisando de informações sobre seu benefício? Não sabe como dar entrada em seu benefício? A Montenegro Morales Advocacia é especializada em direito previdenciário, INSS e além de termos experiência no assunto, temos a melhor equipe para esclarecer suas duvidas e também cuidar de seu processo ou da revisão de seu benefício, seja qual ele for. Entre em contato conosco. 11 3361-7401 ou montenegromorales.com.br

O problema é que os beneficiários que precisam passar pelo exame obrigatório e não foram localizados em razão de endereço desatualizado ou com informações incorretas, ou até mesmo os que estão ausentes de suas casas em razão de viagens, terão seu benefício bloqueado, ainda que se trate de aposentadoria por invalidez concedida na Justiça.

Se caso o seu benefício seja bloqueado por falta de agendamento de perícia, a dica é solicitar o desbloqueio por meio de um recurso específico nas agencias do INSS , que leva em média dez dias para ser apreciado até que o pagamento seja regularizado e ainda agendar perícia de convocação.

Agora, se o benefício foi cortado pelo fato do perito dizer que o segurado tem condições de voltar ao trabalho, o beneficiário pode e deve entrar na justiça para recorrer da decisão. Não são raros os casos de reversão da decisão da perícia após demonstração por parte do segurado. Para isso, além de procurar um advogado, é essencial estar devidamente munido de laudos médicos atestando sua condição.

Uma dica importante é não esquecer os documentos necessários para atestar a condição de saúde, seja para a aposentadoria por invalidez ou por auxílio-doença. Laudos, prescrição de remédios, exames médicos e atestados podem e devem ser levados em consideração pelo perito na hora de fazer a avaliação. Afinal, é a partir do seu histórico médico que ele irá se basear para tomar a decisão sobre se você está ou não apto para o retorno às atividades. Portanto, não deixe de levá-los.

Outra dica importante, todas as vezes que passar por perícia no INSS, não esqueças de tirar cópia de seu laudo Médico, pois os peritos retém o seu laudo original, e em caso de não concessão você vai precisar de cópias dos seus laudos para ingressar na Justiça.

Tem mais dúvidas a respeito de benefícios envolvendo o INSS? Procure-nos, teremos o prazer em lhe atender.

 

Por. Cleonice Montenegro Morales

Advogada Especialista em Direito Previdenciário.

Montenegro Morales Advocacia

(11) 3361-7401

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s