aposentadoria, Aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, Aposentadoria por tempo de contribuição, assessoria, Benefícios

Por quê procurar por um advogado especialista em direito previdenciário para cuidar da sua aposentadoria?

Deixamos claro que não é obrigatório ter um advogado especialista em direito previdenciário, mas no país onde não somos ensinados sobre o direito que temos para que possamos buscar sozinhos junto aos órgãos da Administração Pública ou do Poder Judiciário, é necessário que alguém com expertise intervenha, a aposentadoria sai mais rápido, na Montenegro Morales temos advogados INSS com  históricos de casos saindo no mesmo dia em que foi dado entrada na pasta junto ao INSS, os valores pago de salário são maiores, afinal, o advogado INSS dispõe de ferramentas e usa o seu conhecimento de causa para atingir o melhor resultado para o aposentado,  por isso é ideal que procure por um advogado INSS de confiança.

Quando recebemos nossos clientes no escritório, muitas são as dúvidas sobre a aposentadoria, algumas delas são:

  • Quanto será o salário da aposentadoria?
  • Devo aumentar o valor das contribuições para aumentar o valor de salário da aposentadoria?
  • Qual a melhor data para requerer a aposentadoria?
  • Posso diminuir ou parar de contribuir para evitar o recolhimento em excesso?
  • Quais documentos devo providenciar para me aposentar?
  • Como é realizado o recurso contra o INSS?

Mais afinal, como o serviço do advogado INSS  pode mudar a vida do aposentado?

Faça uma consulta sobre a sua aposentadoria > AQUI

1 – Cálculo de tempo e carência, e de Renda Mensal.

Enquanto o tempo de contribuição é o intervalo mínimo que o segurado deve ter feito suas contribuições para o INSS, a carência é um prazo mínimo de contribuição exigido pelo próprio INSS para conceder o benefício, o advogado INSS que é o profissional especializado vai calcular todas as contribuições realizadas, indiferente se estão em uma ou várias carteiras de trabalho, além de verificar o alinhamento dos dados cadastrados no CNIS, o advogado INSS especialista tem todas as ferramentas  para desenvolver o cálculo correto, pois cada tipo de aposentadoria tem seus fatores a ser considerado no cálculo,

Um erro nesse processo faz com que o contribuinte se aposente mais cedo e consequentemente tenha menor salário, ou que continue a contribuir sem necessidade, e isso traz prejuízo para o contribuinte para o resto da vida.

2 – Pedido negado pelo INSS

Imagine que o contribuinte fez todo o procedimento de agendamento, compareceu ao posto do INSS com sua documentação, deu a entrada na sua pasta, foi analisado a aposentadoria, e de repente ela é negada, não é exagero dizer que esse processo pode alcançar até 1 ano, e ao receber a carta do pedido negado percebe que será necessário entrar com um recurso, e aquele que não é especialista terá uma enorme dificuldade em reverter o quadro, uma vez que o analista já indeferiu anteriormente, e a análise será feita pelo mesmo servidor, as mudanças devem partir de um advogado INSS especialista capacitado, e muitas vezes através de um processo judicial.

O erro nesse procedimento pode levar a uma longa espera pela aposentadoria, e em alguns casos o contribuinte não tem condições de se sustentar pois se encontra em situação de risco social, para esses casos o advogado INSS também tem como ferramenta um recurso que será utilizado para que o contribuinte passe a receber imediatamente enquanto o seu processo está em andamento.

3 – Planejamento da aposentadoria com um advogado especialista em direito previdenciário

Por haver muitos tipos de aposentadoria, e a diferença entre uma e outra são pequenas, um bom planejamento será fundamental para o contribuinte aproveitar com melhor qualidade a sua aposentadoria, vamos ao exemplo do Henrique para ilustrar qual o impacto no salário ao planejar a aposentadoria.

Henrique trabalho desde os 16 anos, e hoje aos 51 anos e sem interromper a contribuição pode se aposentar por ter alcançado os 35 anos de contribuição, nesse caso o cálculo de salário de Henrique que tem como base R$ 2.000,00  e a incidência do fator previdenciário tem como resultado um salário de R$ 1.184,00, ao vir ao escritório foi sugerido ao Henrique que se continuar contribuindo até os 55 anos, ele poderá se aposentar com o salário integral de R$ 2.000,00.

Há casos onde não há a necessidade de prolongar a contribuição e se aposentar no futuro, sendo que a diferença no salário do benefício será pequena, ou seja, cada caso é um caso, é necessário entender sobre a trajetória desse contribuinte, suas expectativas e vontades para traçar o melhor caminho para desfrutar da aposentadoria.

4 – Agilidade no processo

O agendamento pode demorar até 6 meses tamanha é a fila de espera, entretanto, o advogado INSS têm por lei um guichê especial, onde não é necessário o agendamento, ele pode reunir a documentação do contribuinte, e ir direto ao posto do INSS dar entrada no benefício. Além de não precisar agendar, o advogado já tem conhecimento de causa para levar o processo pronto, e nesse caso dificilmente haverá recusa, em alguns casos é possível que o advogado saia do posto do INSS já com a aposentadoria pronta.

5 – Garantia dos seus direitos com um advogado especialista em direito previdenciário

Um advogado INSS especializado em direito previdenciário tem todas as ferramentas e conhecimento técnico para brigar pelos direitos do contribuinte, uma vez que está coberto pela experiência, e se no decorrer do processo houver divergências ele é capacitado para ingressar numa ação judicial, e forçar as correções por parte do INSS. Já o contribuinte não assessorado muitas vezes não conhecendo os seus direitos poderá nem perceber o erro, ou se perceber não terá conhecimento técnico e por esse motivo não conseguirá reverter a situação.

6- Revisão da aposentadoria com um advogado especialista em direito previdenciário

A aposentadoria é irreversível, uma vez concedido o benefício não é possível voltar atrás e tentar por outro caminho que seja mais vantajoso, entretanto, o advogado INSS pode num período de até 10 anos após a concessão do benefício, pedir a revisão dos cálculos, essa revisão muitas vezes resulta na correção do salário do aposentado, seja pelo erro de cálculo no momento da aposentadoria, seja pela mudança do fator previdenciário, ou qualquer outro motivo que permita a mudança.

17 comentários em “Por quê procurar por um advogado especialista em direito previdenciário para cuidar da sua aposentadoria?”

  1. Boa noite, Dr Cleonice!
    Tudo bem?
    Minha mãe tem 13 Anos de contribuição e 67 anos, recebe um pensão do meu pai, hoje tem diversos problemas de saúde dificuldade para andar um dos joelhos não dobra. Será q e possível auxílio doença?
    Falta dois anos para aposentadoria por idade. Será q consigo saber o quanto falta para paga e ter aposentadoria. Mesmos ela recebendo pensão do meu pai e possível aposentadoria?

    1. Sandra boa tarde! Resumidamente precisamos ir no foco do que almejamos, sua mãe é contribuinte do INSS? Porque se não há contribuições num período de 2 anos, ela perdeu a qualidade de segurada, mas voltando a contribuir, para o casos de auxilio doença em dois meses ela volta a ter a qualidade de segurada. Agora para a aposentadoria ela teria que ter os 15 anos de contribuição para poder se aposentar por idade, essa é uma condição mínima para a aposentadoria por idade.
      Muito obrigada pelo seu contato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.